Menu

Nas Margens - Cacilhas

EXPOSIÇÃO

24,25,26,27 Set
24, 25 e 26 de Setembro: 10h – 22h
27 de Setembro: 10h – 18h

Terminal Fluvial de Cacilhas
Entrada Livre

As exposições "Nas Margens" integradas nesta edição do festival são compostas por uma selecção de trabalhos espalhados em ambas as margens do Tejo. Partimos então com uma introdução à interactividade como uma das áreas da arte digital e novos media - através dos projetos selecionados - revelando diferentes formas de relacionar e aproximar o material e o digital, não só a um público já familiarizado e especializado, como também a transeuntes e passageiros da Transportes de Lisboa - que diariamente atravessam o rio.

Existem 4 locais diferentes onde poderá encontrar estes trabalhos:

Terminais Fluviais:
- Cais do Sodré
- Cais de Cacilhas

Margem Sul:
- Ginjal Terrace
- Casa da Cerca - Centro de Arte Contemporânea

RootIO
RootIO é um projeto para construir estações de rádio FM de baixa potência baratas e que são pequenas o suficiente para caber literalmente num balde. Estas estações sem estúdio, dependem da telefonia e internet para fornecerem conteúdo para pontos de transmissão, que depois retransmitem o conteúdo de áudio sobre FM para a recepção através de receptores FM comuns. RootIO propõe a proliferação de estações de rádio, de preferência a expansão de estações de rádio já existentes. Uma vantagem é que as comunidades mais pequenas têm acesso a mais espaço de rádio para se expressar - algo que não é possível em grandes estações de rádio FM. Outro benefício é que o espaço de rádio é aberto a pessoas das comunidades base que nunca tiveram essa oportunidade (agricultores de subsistência, trabalhadores da área do conhecimento da comunidade, entidades empresariais de pequena escala baseadas na comunidade), porque o espaço de rádio é agora mais barato e mais acessível. A redução das despesas operacionais e de capital em estações RootIO liberta as estações de rádio das obrigações financeiras do funcionamento destas estações, deixando-as concentrar-se mais nas questões que afectam a comunidade em oposição à venda tempo de antena às entidades cujos interesses podem não estar alinhados com os da comunidade. As estações RootIO são suportadas por uma plataforma baseada em telefonia web que torna possível a partilha de conteúdo entre as estações e a aprendizagem simultânea -. uma abordagem que é mais realista e contextual. As estações RootIO são constituídas por um telefone Android barato ligado a um transmissor de FM de 25W alojado um balde de plástico. http://rootio.org

COVE
COVE é um projecto da Human Engineering

Cove é um diário musical criado pela própria pessoa. Cada um pode usá-lo para captar o seu estado de espírito ou para expressar o que realmente sente. Cove permite criar loops musicais simples e bonitos, guardá-los numa biblioteca ou partilhá-los com alguém. Uma nova forma de cada pessoa descrever o que está a sentir. Cove possibilita a criação de pequenos loops de música emocional. Para isso basta escolher sons e organizar as notas de forma fácil para rapidamente criar um loop que expressa o que a pessoa está a sentir no momento. Música que a pessoa pode escolher manter privada ou partilhar como um momento especial do seu dia.
cove-app.com

you-are-watching.me
Nós como filme, como personagens, sem o nosso conhecimento e sem o nosso aparente consentimento. Como vivemos agora, permitimos acesso às nossas vidas em troca de uma “vida social”, de “protecção”, “segurança”. you-are-watching.me é um filme em directo que recorre a imagens de web-cams de acesso aberto. Existe sob a forma de um site que acede a streamings de câmaras em directo que não possuem qualquer protecção com password. Algumas parecem ter livre acesso por escolha, outras por negligência. As imagens são em directo logo não existe um controlo real sobre o que acontece dentro do enquadramento. O site está programado para mudar periodicamente as “cenas” como se de um filme se tratasse. Cada vez que a página é carregada, é gerado um novo corte do filme cujas cenas são selecionadas dependendo da localização do espectador, da altura do dia e de rotinas e horários relevantes dos feeds. É uma construção de uma narrativa dramatizada colada com remendos da vida real. O medo da vigilância foi concretizado, não só somos vigiados como nos vigiámos uns aos outros e a nós próprios.
Nós como filme, como personagens, sem o nosso conhecimento e sem o nosso aparente consentimento. Como vivemos agora, permitimos acesso às nossas vidas em troca de uma “vida social”, de “protecção”, “segurança”. you-are-watching.me é um filme em directo que recorre a imagens de web-cams de acesso aberto. Existe sob a forma de um site que acede a streamings de câmaras em directo que não possuem qualquer protecção com password. Algumas parecem ter livre acesso por escolha, outras por negligência. As imagens são em directo logo não existe um controlo real sobre o que acontece dentro do enquadramento. O site está programado para mudar periodicamente as “cenas” como se de um filme se tratasse. Cada vez que a página é carregada, é gerado um novo corte do filme cujas cenas são selecionadas dependendo da localização do espectador, da altura do dia e de rotinas e horários relevantes dos feeds. É uma construção de uma narrativa dramatizada colada com remendos da vida real. O medo da vigilância foi concretizado, não só somos vigiados como nos vigiámos uns aos outros e a nós próprios.
you-are-watching.me